EPISÓDIO 01 {DBs, Jessy/Freya & Minah}

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

EPISÓDIO 01 {DBs, Jessy/Freya & Minah}

Mensagem por Niels Seong em Seg 18 Dez 2017 - 0:37

EPISÓDIO 01


Come to me now, come back to me

I cannot remove the thought of him; it has stained my bones like a watermark.
avatar
Niels SeongNewbies

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EPISÓDIO 01 {DBs, Jessy/Freya & Minah}

Mensagem por Niels Seong em Seg 18 Dez 2017 - 0:45

Show me your face


QUADRO 01 : PLAY BOYZ - ENTREVISTA

Os ventos bons sopravam novamente contra a sua vida obrigando a exibir a momentânea felicidade que estava por saborear. Com o quase término de Sleeping Beautis, Near estava otimista sobre o retorno por se tratar do texto mais bem-trabalhado desde o início dos tempos o qual assumiu-se como roteirista. A inspiração para esse drama havia vindo de longe, um segredo que guardaria para si mesmo omitindo dentro dos bastidores. Estava contente apesar da falta de expressão, com as idéias que vinham e até mesmo da velha insônia proporcionada pela enorme vontade de escrever. Com o tempo, aprendeu que o melhor seria ficar exilado por um tempo e depois voltar sempre calmo, controlando a ansiedade e alguns picos que desciam sempre na tentativa de estragar seus planos. Naquele dia em questão, faria uma entrevista gravando mais um episódio do Style Log. Sem Choi, não estava confiante que conduziria tudo com sucesso.
CROOKED – DBS

Sentando-se contra o banco do carro, Niels dirigiu dos estúdios da Mnet para os distritos de Seoul procurando três pessoas específicas. Claro que não as encontraria a esmo no meio da rua, atento a sinalização para localizar os dormitórios pertencidos a Day Dream Entertainment e Kan Seul Entertainment. Com a câmera acoplada no espelho retrovisor, no fundo e próximo do rádio ele iniciou o diálogo com um sorriso cordial que sempre abria na abertura dos programas. O visor estampava sua face limpa com óculos escuros de aro negro :

— Sejam todos bem-vindos ao Style Log. Hoje, comigo, Near Seong. - Pausou para executar duas curvas, adentrando em um trecho urbano predominado pelas copas grandes dos pinheiros e cerejeiras. Lambendo o lábio, voltou-se novamente a conversar pelo aparelho. — Nós começaremos hoje com o quadro Play Boyz, embora receberemos a visita de duas damas que estão no centro dos palanques pela sua vivacidade, juventude e carisma e um rapaz que modéstia parte admiro muito e confesso que sou até mesmo fã de seu trabalho. - Riu frouxo, tamborilando contra o volante parando por poucos minutos tocando o rádio. O ritmo que se sobressaia era bastante famoso mesmo lançado há pouquíssimo tempo :
 
— Ainda não adivinhou quem são? Tudo bem. Eles possuem uma coisa em comum, mesmo sendo totalmente diferentes; Talento. Eles realmente têm uma dinâmica e energia que envolvem os jovens e adultos. - Esperando a interrupção pela aspersão da última dica, o apresentador para desaparecendo de frente da imagem dando aos ouvintes, as vozes da sua curta conversa. Nele pedia através de um cartão, a descida do primeiro artista apenas restando aguardar fazendo suspense na gravação :

— DBs! - A anunciação foi branda, criando um sonoro tremido contra a máquina. Near estica uma das mãos pela janela o cumprimentando com um aperto modesto deitando posteriormente o peito contra o banco do passageiro – que ficava a seu lado -, abrindo passagem para o rapper. A logomarca da produção estampava o vidro traseiro do veículo, denunciando o novo movimento. — Como Minhyung está de férias, eu mesmo vim visitá-lo. - Mostrou os dentes sorrindo com as suspeitas de um susto levado por parte do modelo, paralelamente pedindo baixo para que se equipasse com o cinto. Retornando seguintemente a se mexer, o carro divagaria por mais um quarteirão. Enquanto isso, o teuto-coreano aciona no rádio a compilação da ocasião começando com o sucesso mais recente, Croocked :

— Acho que essa música é uma das que mais me impressionei escutando de você. - O timbre da voz gravada, destoava às costas de ambos. As perguntas para a entrevista estavam separadas dentro do porta-luvas, não sendo movidas enquanto estivesse o trio completo. Lançando um olhar curioso, Niels estacionou o carro esperando alguns minutos para que as outras duas convidadas descessem para unirem-se a dupla :

— Como antes já explicado aos nossos telespectadores, espero que não se importe de que faça algumas perguntas. Algumas são curiosidades dos próprios internautas, outras, minhas. É difícil controlar algumas dúvidas quando estamos diante de pessoas tão talentosas. - Parte da frase pertencia à atenção do sul-coreano como a equipe que do estúdio, ministrava o acesso e os efeitos. Nas televisões, em geral, na exibição daquele quadro, os números digitais marcavam o período de filmagem como os sites que correspondiam com o projeto :

— A primeira vem agora; Por que “Croocked “? - Repousando as mãos contra os membros superiores, fitou a expressão do mais novo pelo espelho. — Li algumas matérias e vi o Music Video diversas vezes e foi à primeira coisa que me veio na mente. Mesmo que comentem que possa ter relação a sua vida pessoal, como foi esse processo de criação após um longo tempo de pausa? Acho que as empresas muitas vezes ficam receosas em apostar novamente nos artistas que estiveram um período descansando e refletindo sobre as próprias carreiras. Ou foi diferente no seu caso? - Abraçando os dedos estriados ao entorno das anotações para a entrevista, Seong indicava um pedido mudo de desculpas com uma mesura. Foi nesse instante que olhou pelo próprio ombro avistando duas garotas descerem as escadas. A primeira foi uma de cabelos escuros e pontas pouco coloridas acompanhada pela mais baixa de cabelos alourados, franjado de corte rebelde. O mesmo repetiu o gesto similar; estendendo as duas mãos para cumprimentá-las pela janela dando um aperto com menos força :

— Minah! Jessy! - Abrindo a porta do motorista, o mais alto abre a passagem para os bancos de fundo filmando-as pelo vidro horizontal. Com o zoom, o foco da câmera ficou nos crânios, avivando os traços asiáticos diferenciados dentre as meninas. — Sejam bem-vindas. - Revestindo o peito pelo cinto de segurança, dá continuidade. — Após DB’s responder algumas das minhas dúvidas, partirei para vocês. -  Ri audível. — Mas enquanto isso, vamos para o nosso destino. O que acham da praia de Jamsil? Até lá, conversaremos sobre algumas coisas para seus fãs. Tenho uma surpresa aos três que poderão opinar e claro, também se divertirem. - Silenciando-se, o apresentador escutou as explicações feitas por parte de Dak Ho Bae anuindo ao decorrer do processo. Demonstrando reações faciais sérias, absorvendo os detalhes certamente a letra da última música foi o que mais o atingiu. Não era difícil ficar imerso nas explicações. O conceito utilizado pelo garoto, forçava os seus pensamentos. 

  GASHINA – MINAH & WANNABE – JESSY

 No término da primeira música, passou a tocar automaticamente Gashina, pertencente à contratada da Day Dream, Minah. O ritmo retrocedeu à atmosfera do carro fazendo Niels, esperar a abertura do farol cantarolando a letra. A se esperar, ele iria agora direcionar mais uma pergunta a cantora :

— Mystery foi um sucesso na época de lançamento por se tratar de uma cantora solo promovida pela empresa de Do Seok Hyun. - Ditando a informação, dava aspectos de ter lido alguma vez em algum letreiro ou na própria internet.  Não limitando-se a isso, o contratempo seria a demora no trânsito. Pelo ponto acoplado em uma das orelhas, escutou que do outro lado da cidade estavam controlando a situação e pelo dia ensolarado que fazia, o mesmo ligou o ar condicionado mantendo as chaves penduradas na ignição :
 
— Em Gashina, título de seu comeback e mini-álbum, houve uma mudança. Acho que senti essa diferença vinda tanto da sua imagem como também nas colaborações feitas. Tornou-se algo prazeroso para se ouvir em qualquer lugar; Como lida com esse avanço gradativo da sua carreira? A rotina ficou mais pesada? Acho que ficarei na espera de assistir mais um MV seu. - A risada novamente era baixa, movendo as primeiras folhas. Lendo as direcionadas para a loira, ele intercedeu um suspiro impressionado.  Nas respostas dadas por Minah, o mais velho apoiou o cotovelo no banco observando as expressões da dupla. :

— O CEO da Day Dream trata muito bem seus artistas, estou admirado. Cada um de vocês estão me devendo um acústico no final desse programa. - Apontou a plaqueta na direção das câmeras para confirmar uma promessa. Não tão rápido, a música principal mudou vindo a tona o lançamento atual da nova trainee assumida também pelo mesmo empresário da morena :

— “Jessy, nome artístico de Jessica Park, debutada há menos de um mês com um MV que conta uma história envolvente e que arrancou muitas dúvidas por parte do fandom. Tanto seu solo como também ao conjunto SONNE.” Me explica isso? Já chegou à empresa conseguindo convites e até mesmo a entrada num grupo misto. A pressão foi muito grande? Como nova artista e nova membro, é incontestável que tem um forte potencial e acho que vemos isso na sua própria atuação e como a mídia se expressa agora sobre você. - Existe algo a mais que chama a atenção do apresentador. — Como eu, é estrangeira. O que achou de Seoul a primeira vez que viu? O coreano está sendo complicado de se estudar? É estranho perguntar isso, já que escutando você cantando. - O indicador é levantado lacrando os lábios para escutar um trecho completo cantado pela garota. — Não vemos nada que notifique não ser nativa e muito menos, que tenha chegado há pouco tempo. - O sinal abriu e o homem voltou ao controle do carro, dirigindo a seguir por uma hora. A entrada numa estrada aberta, dava-se para ter em nota a sensação salina no ar e o canto das gaivotas nos fundos. Além, existia um foco preto nos primeiros trechos amarelados da areia. O Style Log inteirinho estaria ali. 

Instruções para postarem:

• O carro possuí câmera por todas as partes. Faz parte do programa e da emissora ao seja, podem interagir a vontade, fazer caretas ou dar tchaus. Essa conexão começa o quadro do programa sendo divulgado via online como nas televisões também;
• Podem ser sinceros. As perguntas ocorrem de forma disparada por uma questão de curiosidade que o programa quer proporcionar dos artistas para os fãs;
• O apresentador sempre busca o seu convidado;
BY MITZI


Come to me now, come back to me

I cannot remove the thought of him; it has stained my bones like a watermark.
avatar
Niels SeongNewbies

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EPISÓDIO 01 {DBs, Jessy/Freya & Minah}

Mensagem por Park Jessica em Seg 18 Dez 2017 - 22:36

One Fine Day!
Beach Day!

Finalmente chegava no dormitório, a única coisa que eu desejava era tomar um banho e desabar na cama. Tinha passado o dia gravando uma apresentação ao vivo no Music Bank. Era algo que eu desejava há muito tempo, mas ao mesmo tempo estava descobrindo o quanto era cansativo. Enquanto ligava o chuveiro recebo um Kakao da Wei Ming-unnie. Nele ela me explicava que participaria de um programa da MNet, chamado Style Log, para ajudar nas promoções. Ela me cobrava que cuidasse na alimentação, para não exagerar e tomar todas as minhas vitaminas para parecer bem energética amanhã.

Apenas confirmo a minha presença e vou para o banho, enquanto a agua lavava todo o meu cansaço eu tentava me lembrar se em algum momento eu tinha visto esse programa e nada me vinha na memória, provavelmente seria um novo, o que não deixava de ser legal. Vestia o meu pijama, e tomava as vitaminas com uma salada que a Unnie tinha deixado na geladeira e ia direto para a cama. Lá ligava para a Omma e conversava um pouco com ela, perguntava como tinha sido o dia dela, como estava o Jimin e comentava que eu gravaria um programa no dia seguinte, então para que ela ficasse atenta porque logo eu estaria na TV.

Como era de costume naqueles dias de promoção, a Wei Ming-unnie me ligava para que eu acordasse, porque ela me conhecia e sabia que se dependesse do despertador eu me atrasaria. - Oh, yeah... Thanks Unnie... – Meu inglês vinha à tona quando eu estava sonolenta, mesmo assim me arrastava para debaixo do chuveiro, para um banho gelado me acordar. Vestia uma camiseta preta, com uma jaqueta preta e dourada por cima, e um short jeans azul meio desbotado, uma botinha marrom, avisava a Unnie que estava pronta.


Não demora muito e estávamos na empresa, logo que vou entrando, cumprimento a todos, como sempre fazia - Annyeonghaseyo! Annyeonghaseyo! – caminhava até uma sala onde eles iriam me maquiar e onde eu iria esperar, pois o pessoal do programa viria nos buscar. Aproveitava, até para não atrapalhar o trabalho das unnies, e tirava uma soneca enquanto elas terminavam a minha maquiagem. Tinha descoberto esse meu dom e dormir enquanto era maquiada sem atrapalhar e borrar, agora eu o usava a todo momento.

Como de costume, a moça dá dois tapinhas no ombro e avisava que já haviam terminado, quando desperto e olho para o lado e lá estava Minah-sumbae na cadeira ao meu lado também recebendo retoques na maquiagem. Fiquei meio envergonhada por ficar dormindo todo esse tempo ao lado dela, rapidamente me levanto e a cumprimento. - Annyeong sumbae! Tudo bem? – Fazia uma leve reverencia para ela como tinha aprendido com o tempo que deveria fazer aqui na Coréia. - Eu não te assustei com os meus roncos né? – Falava tirando sarro da minha situação sorrindo, enquanto tomava um gole do meu café gelado.

Ela tinha uma vibe, um estilo completamente diferente do meu, como eu poderia explicar? Ela parecia uma mulher de verdade, feminina e eu tinha esse jeitão bem de moleca, até as nossas roupas indicavam isso, mas tentava ficar calma ao lado dela. Por mais que estivesse nervosa e ainda aprendendo como me portar em frente aos idols mais famosos e importantes, eu tentava não pensar muito e apenas ser sincera com eles, dizer o que eu realmente pensava. Não demorava muito e um dos managers avisa que a equipe do programa já estava ali e que podíamos descer. - Unnie! – Deixava que a Minah fosse na frente, decidi deixar ela ser a estrela hoje, afinal ela era mesmo a mais famosa entre nós duas, não faria sentido competir com ela.

Do lado de fora vemos um carro estacionado e vamos caminhando até ele e logo vemos um rapaz bem arrumado que logo esticava a mão pela janela e nos cumprimentava. - Ah! Annyeonghaseyo! – Correspondia ao cumprimento, com as duas mãos e fazia uma leve reverencia. Logo, ele descia para que pudéssemos entrar no veículo. Assim que entro vejo um rosto conhecido, que me faz parar por um instante. - Ah! Annyeong! – Era o próprio Dak Ho Bae, famoso DB, que estava no banco do carona, acho que até fiquei um pouco corada no momento que o vi, ele era uma das minhas inspirações e agora estava ali do meu lado. Me sentava no banco logo atrás do motorista.

O carro estava previamente bem preparado com câmeras que cobriam todos os ângulos do veículo, inclusive uma para cada um de nós. Conferia a minha franja rapidamente na lente da câmera que estava apontada para o meu rosto, em seguida fazendo o V de vitória com os dedos e balançando eles de leve, enquanto sorrindo cumprimentava a câmera. - Annyeong! – Usando todo o meu aegyo no comprimento. Enquanto isso o apresentador tocava a sua entrevista e nos falava que logo faria perguntas para nós duas. - Ah! Sim! Sem problemas! – Respondia positivamente enquanto afivelava o meu cinto de segurança.

- Jamsil? – Repetia a pergunta, como forma de afirmar a informação. - Choa! Fechado! Você devia ter me avisado Hyung! – Dava um leve tapa no ombro do apresentador, para provoca-lo - Se eu soubesse teria trazido roupas de banho! – Cruzava os braços e fazia bicos, logo em seguida sorria e piscava para câmera que estava apontada em minha direção. - Gapsida! Faz tempo que não vou à praia, acho que a última vez ainda foi antes de vir para a Coréia! – Mostrava toda a minha energia, eu realmente tinha ficado empolgada, eu não estava mentindo, nunca tinha ido a praia desde que cheguei aqui na Ásia, seria uma boa oportunidade de recarregar as energias com a agua do mar.

Enquanto o Niels fazia a sua entrevista com a Minah-sumbae e o DB-sumbae, eu ficava em silencio e prestando atenção no que eles diziam. As vezes dava uma olhada para a câmera que estava apontada para mim, dava um Winks rápidos, fazia uns bicos e uns finger heart para ela. Quando indagada sobre o acústico pedido. - Ok! Hyung! Deal! –

Em seguida ele começava a minha entrevista. - Ah, Hyung, pressão existe em qualquer profissão, mas claro que houve sim. Mas todos na empresa, Wonna-sumbae, Ahra-ssi, Chungho-sumbae, Minah-sumbae – Apontava para a Unnie ao meu lado. - Sempre me apoiaram muito e por isso consegui ser bem sucedida. Obrigada, mas eu apenas me esforço muito no que eu gosto, por isso consigo bons resultados. – Ouvia com atenção a próxima pergunta do apresentação e faz uma careta de surpresa quando esse comenta que assim como eu também era estrangeiro. - É mesmo Hyung? Temos que trocar Kakao para nos ajudarmos então! – Fazia uma piadinha para aproveitar o clima e continuava a responder a perguntar.

- Bom, logo de cara deu pra perceber que era bem diferente. Acho que o principal é o tamanho de tudo. Lá na América, ruas, prédios, tendem a ser mais grandes e espaçosos, claro que tem toda a questão do tamanho do território dos dois países. E sem dúvida a língua e cultura foram um grande choque! Na América eu tinha bem mais contato com a família do meu pai, que é italiana, então éramos todos mais abertos, brincávamos e falávamos alto! – Fazia o clássico sinal do “mas que” italiano com os dedos unidos para cima. - Aqui tem toda a ideia de hierarquia, de ser discreto. –

Niels apontava para o música enquanto eu cantava, ficava meio sem jeito, talvez um pouco corada, porque eu realmente ainda achava me ouvir numa canção oficial. - Sim, mas já quatro anos aqui Hyung, trabalhando duro para aprender a língua, Ahra-ssi e Yume-ssi me ajudaram bastante em aprender com perfeição a língua. Eu tinha noção que se quisesse mesmo ser uma artista reconhecida aqui eu deveria dominar com perfeição a linguagem daqui e por isso trabalhei duro, todos os dias, após a escola, após os treinos na empresa, antes de dormir no dormitório. Eu estava sempre praticando, sempre que tinha algum tempo. – Aproveitava o resto da viagem, sentindo o cheirinho da maresia e ouvindo o barulho da ondas batendo, não fazia ideia de como sentiria falta disso.
avatar
Park JessicaGrupos Mistos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EPISÓDIO 01 {DBs, Jessy/Freya & Minah}

Mensagem por Dak Ho Bae em Ter 19 Dez 2017 - 3:47

Nothing ever lasts forever
In the end, you changed
There is no reason, no sincerity
Take away such a thing as love
Tonight, I’ll be crooked
Acordo cedo, pois finalmente os medicamentos estavam dando efeito, me sentia calmo e controlado, no dia anterior tive de retocar meu cabelo para poder aparecer impecável no programa no dia seguinte, a estilista responsável e que havia trabalhado no music vídeo, fez questão que usasse uma roupa bem dark, visto que meu cabelo estava preto novamente, respiro fundo enquanto visto a corrente e ela termina de arrumar meus cabelos, maquiagem e coloca meus óculos escuros, ficando vestido assim swag dark all the time, ao menos os sapatos eram confortáveis e me ajudariam a caminhas tranquilamente, além de ser viciado naquelas calças saruel.

Espero com uma plaquinha cobrindo meu rosto, esperando o carro chegar, era a instrução que havia tido, mas minha mente estava ocupada com 5AM, melho 4:20, pois seria debut da sub-unit e sabia bem que boa parte do grupo seria ofuscado por mim e YB, mas paciência, com aluns treinos iríamos brilhar e tudo daria certo.

Logo a janela se abre, entrego o cartão para o apresentador, o cumprimentando numa leve reverência, ele pega minha mão e a aperto com força, sorrindo, com o estrondoso comprimento do mais velho, me deixando rindo sem graça, obedeço o comando dele, correndo pelos fundos do carro, aparecendo como um vulto e sentando na frente, pondo o cinto como pedido, seguro meu rosto de forma fofa e digo com o mesmo estardalhaço do mais velho.

-HyuuUUUuung~!

Num aegyo estranhamente fofa para alguém com uma aura supostamente obscura e swagger, caio no riso, cobrindo o rosto com pura vergonha alheia, no caso de mim mesmo, respondendo mais relaxado e confortável no banco, inicialmente olhando pela janela e depois para ele, com uma feição calma.

-Sem problemas, meu favorito é você Near-Hyung, se precisarem de um estagiário para cobrir Minhyung, é só chamar!

Dou uma piscadela para a câmera fazendo meu "v" e sorriso torto e bem largo que era uma das minhas assinaturas, logo meu apoio no banco, fazendo um biquinho enquanto observava entretido o caminho a frente. Igual uma criança que finalmente saia de casa com seu tio favorito e podia sentar na frente.

Logo ele colocou minha música, me fazendo sorrir, enquanto olhava para o lado, um pouco absorto na abertura da música, me virando ao ouvir o elogio do maior, juntando as mãos próximas ao meu rosto e agradecendo: -Obrigado, mas espero poder impressionar ainda mais com meus futuros projetos.- Logo o carro para, esperamos pelas outras pessoas, logo sou abordado por pura empolgação dele, digo em resposta apoiando na janela e dando um leve toque no ombro dele como se desse a benção para sua curiosidade enquanto proferia minhas palavras: -Relaxa, como fã de carteirinha do programa eu realmente espero muitas perguntas, fighting!- Cerro o punho animado e empolgado, tentando transferir energias boas a ele.

Mas logo vem a primeira pergunta, olho para ele atento, como se tentasse pensar em algo simples para algo muito complexo, apoiando minha mão no queixo como "Davi, o pensador", fazia sinal para ele não se desculpar e se tranquilizar, era claro que já estava habituado com aquelas perguntas. Quando ia responder a porta se abre.

Agora tendo duas novas pessoas no banco de fundos faço uma careta de surpresa bem próximo a câmera, retirando brevemente as lentes escuras, e cumprimentando as jovens, Minah e Jessy, Minah não fede nem cheira, mas Jessy parecia maneira e mais jovial naquele carro, enquanto uma se faz de matura ao extremo, sendo meio forçado pro meu gosto a outra era bem natural e parecia segura, mesmo tão exposta, dava para ver que aquele ar puro e sexy ao mesmo tempo não era forçado, respondo apertando minha bochecha com o mindinho, pois os outros dedos seguravam o óculos.

-Annyeong!

Era energético e bem humorado, a energia vindo de Jess era contagiante, fazia sinal para a câmera desenhando uma bateria no ar e apontando para Jess, logo dando um ok de aprovação.

Coloco o óculos sobre a cabeça, cruzando os braços enquanto ria, ouvindo o mais velho, o olhando, o admirando, era igualzinho quando assistia, enquanto ele ainda não retornava o foco, falava o que pensava na câmera, como um fã surtando em seu programa favorito, mas logo encosto no estofado e prossigo, passando a língua nos dentes da frente, reorganizando os pensamentos, um velho hábito meu.

-Bem, irei responder primeiramente sobre a segunda pergunta, o meu tempo de reflexão foi durante minha primeira tentativa de debut fracassada, onde me meti em caminhos não muito ortodoxos, porém com a ajuda da minha família e de um grande amigo, YB-dongsaeng, eu pude achar a luz novamente e debutar com Cider, porém a pausa não foi muito longa...- olho pela janela meio pensativo enquanto desabafava um peso grande e ago que nem a mídia sabia.

-Na verdade, eu havia sido escolhido para debutar solo antes do grupo que seria líder, porém, os outros rapazes desistiram, o que me deprimiu, pois minha primeira tentativa havia sido com meu irmão, porém ele quis seguir os estudos em medicina, os rapazes que antes convivia, apenas desistiram, não sei os motivos, porém, YB e outros garotos se uniram a mim e formamos um novo projeto, claro que o nosso agente e o ceo mexeram uns pauzinhos para o nascimento de algo futuro...

Dou um pigarro e olho diretamente para a câmera, como se falasse diretamente com os fãs. -Mesmo limpo, o primeiro ocorrido junto com algo da minha vida afetiva, me fez perder o chão e me sentir em mil fragmentos que não se encaixavam, é verdade que tive alguns problemas com isto, adquiri ansiedade e depressão, além de voltar a beber...- dando um longo suspiro e voltando a falar olho o hyung pelos olhos pelo espelho.

-Não usem nada que gere vício como fuga! Porém graças a uma noite embriagado, escrevi a letra e mandei para um produtor, Caleb-ssi, nos encontramos no dia seguinte e gravamos Crooked, que representa como me senti nesse período obscuro, onde me sentia uma piada, mais um fingindo estar bem sendo que visivelmente não estava, não era um pedido de socorro, mas um desabafo, é fúria com desespero, é um vazio cheio de pensamentos ansiosos, era como se estivesse dopado porém preso num mundo negativo, num pesadelo sem fim, onde cada dia eu fingia estar bem, fingia aceitar o ocorrido, eu só queria ficar sozinho e casais ainda me irritam, nada contra, mas como podem ver, não tenho sorte, mas graças a isto já escrevi mais uma música para o meu álbum que está sendo esculpido com minhas cores e não as cores dos outros.

Abaixo os óculos e digo olhando pela janela, tentando reaver o foco, mostrando certa emotividade, era algo ainda delicado, sempre seria, era uma música que eu jorrava sentimentos.

-É o hino dos deslocados, abandonados, das almas vazias e a letra ideal para as vozes em coro em baladas, festas ou outros lugares, é a música que mostra que nós idols também somos humanos, nós sofremos, saber que muitos se identificaram com a música, me fez ficar alegre e triste, pois não é nada good entender na pele o que eu retratei na letra e tive de passar na gravação do vídeo, eu pedi para ser exposto daquela forma, a cena que eu choro foi uma crise de ansiedade, que eu havia tido visitando o lugar previamente e depois durante a gravação, porém eu não quis que fosse excluída. O lado bom é que, agora estou em tratamento e posso sentir a força que estou recebendo, eu sempre fui magro, minha genética não me ajudou como meu dongsaeng muscle boy, mas agora me vejo cercado de amigos próximos sendo eles fãs, colegas ou até mesmo comentários maldosos, esses comentários não me abalam, apenas me alimentam, como RED-sunbae-nim sempre diz.

Escuto Minah falava, não dei muita atenção, fazendo caras e bocas para câmera, mostrando os olhos e revirando os olhos, até imitando alguns gestos dela, eu realmente não suportava aquele ser humaninho, ainda bem que estava atrás de mim, mas a vez de Jessy eu ouvi bem, até me surpreendi ao ouvir que ela conhecia Yume, ainda mais da relação delas, o que me fez assistir o que ela falava olhando diretamente para ela, logo me reacomodando quando o sinal fechou, rindo e me ajeitando, dou um largo bocejo e digo sonolento mas logo acordando, dando leves tapinhas no rosto.

-Desculpem, o remédio dá sono e não dormi o tempo suficiente, mas mesmo querendo, não conseguiria dormir, seria rude com vocês, com os fãs e mesmo se tentasse, não conseguiria dormir até a noite chegar.

Entrego os óculos para Jessy, dizendo protetor como um irmão mais velho. -Use-os, assim pode se sentir mais a vontade, a praia daqui não chega aos pez do sol escaldante dos filmes, séries e comerciais americanos, mas vamos fantasiar que sim, né Near-hyung? Retiro minha corrente de ouro e aproximo dele e logo coloco no meu colo esperando o carro parar. -Hyung, use erra corrente, vai deixar seu look mais swag, com dois deste estilo no carro, acho que predominamos, né?

Solto um riso misto de diversão e acidez, pois todos sabiam que Minah e DBs não se bicavam desde sempre.
Crooked and cofused


DBs
My girlfriend my girlfriend
She ain’t no side chick mistress girlfriend
My girlfriend my girlfriend
Cuz Ain’t nothing in the world
compare to my girlfriend
avatar
Dak Ho BaeSolistas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EPISÓDIO 01 {DBs, Jessy/Freya & Minah}

Mensagem por Rin Min Ah em Qui 28 Dez 2017 - 2:51

Self-promotion


Olhei Sukjin pela última vez, de ombros baixos. - Eu tenho mesmo que estar em um carro com Dak Ho Bae? - Questionei, suspirando derrotada com a confirmação. - Acordo lixo. Seria tão bom se fosse só eu e a Jessy, ia ser maravilhoso. - Suspirei, enquanto recolhia tudo que achava ser necessário para aquele dia. - Mas nãããããão, tem que colocar a concorrência no meio. - Suspirei mais uma vez, irritada.

Sukjin fez o que fazia de melhor nessas horas: me mandava calar a boca ou adiaria e negaria qualquer proposta que eu pudesse receber no futuro.

Ao chegar à sala de maquiagem me bateu uma inveja tão grande de Jessy. A menina dormia tão tranquilamente que eu até mesmo exclamei:  - Muito fofo, oppa! - Sukjin me olhou estranho e mandou que eu me apressasse, fi-lo. Cumprimentei a todos enquanto andava até a cadeira. -Ahjumma, você pode fazer uma maquiagem mais leve? Obrigada! - Sorri agradecida, ficando, pela primeira vez quieta.

Pensei ter cochilado, mas só devaneei durante um longo tempo e logo fui despertada por Jessy. - Olá, Jessy-yah! - Sorriu para a garota, mirando-a pelo espelho. - Estou bem sim. Descansada? O dia hoje vai ser bem corrido! - Estava tão orgulhosa da menina e de seu avanço durante o treinamento. - Kyah! Relaxa, não assustou não. E você nem ronca tanto assim. - Aquilo era eu: divertida, carismática e um tanto quanto moleca.

Era muito bom poder ter o que eu estava tendo, mas construir isso à base da encenação de personagem, de um conceito acabava por destruir muito o que era da minha personalidade inicial e aquilo era realmente chato, mas trabalho é trabalho, vamos lá. Eu agradecia os momentos de live onde eu podia ser realmente quem eu era e me divertir com os fãs.

Bem, como tudo nunca é a mais calmaria do mundo, Sukjin avisou que estávamos indo para a alocação do programa e sorri. - Ahjummas! Obrigado pelo trabalho duro! - Curvei-me respeitosamente, agradecendo a todas e em seguida fui à frente segundo indicação da mais nova.

Por seguir carreira solo, era basicamente natural para mim tomar a iniciativa das coisas, já que eu não teria mais ninguém que pudesse fazê-lo, por isso desci as escadas com um sorriso contido, um sorriso mais conceito Gashina do que nada. Com o conjunto claro, seguiu até o carro mantendo o sorriso e apertei a mão de Niels, agradecendo por não estar semelhante em momento algum a DBs. Dei a volta no carro, sentando atrás do rapper e novamente agradecendo por não precisar olhar em sua cara.

- Bom dia, DBs-ssi. Bom dia, Niels oppa! - Sorri para o apresentador mais uma vez e assenti à sua explicação, voltando a atenção à câmera em minha frente. Cumprimentei o objeto com um aegyo. - Tudo bem. - Respondi simples à menção do outro artista. - À praia? Daebak!, mas estou com a Jessy! A gente poderia ter vindo com uma roupa mais propícia. - Fiz um bico para a câmera e por fim, olhei para a janela durante o trajeto.

As palavras de Hobae pareciam forçadas. Tudo o que ele poderia ter sentido, parecia muito combinado. Um conceito. Seria esse um golpe desesperado da Kan Seul para trazer-lhe e ao grupo novo um maior destaque? Também contribuiu para sua ascensão? Convenhamos, aquilo tudo parecia fingimento.

“Cotado”, pensei enquanto ainda mostrava um olhar de tristeza para a câmera. Nossa rivalidade era quase conhecida, uma vez que debutamos na mesma época (Respeita a sunbae, Hobae), éramos artistas solos de duas grandes empresas e basicamente, Red estava no patamar da minha querida Minhee (eu prefiro Minhee-unnie, mas vamos). Eu adorava o extra que a Day Dream me fazia, com isso de interpretação de conceitos, porque fingir interesse no que aquele projeto falho de rapper falava, garota, desprende muita energia.

Enfim, ele calou a boca e Niels perguntou a mim. - É difícil. Gashina mostra uma Minah mais adulta e madura, mais sexy. Eu não acho que combine tanto comigo. - Disse rindo, olhando para o apresentador enquanto ele mesmo dirigia. - Eu não costumo ser como aparento nos conceitos que faço, na verdade eu costumo mesmo a ser brincalhona, bem moleca mesmo. Isso é, o que eu faço, que faz da minha carreira divertida. É algo que me ajuda a crescer. - Sorri para a câmera, piscando em seguida.

Vez ou outra olhava para Jessy também, pois adorava a menina. - Minhee-unnie sempre diz que temos que nos esforçar para fazer o que somos mandados. Eu acho que isso é importante. Eu gosto de como Minah é representada. A rotina segue, sim, pesada, mas é muito melhor do que quando eu era trainee. - Assentiu, olhando para a maknae. - No fim, mesmo com tanto trabalho, é algo que realmente compensa. É divertido. - Por fim, ele dirigiu a pergunta à Jessy.

Eu estava ainda mais orgulhosa da menina por ouvi-la lidar com as perguntas de forma madura, parecia até mesmo que eu era uma mãe orgulhosa de como estava crescida minha criança. Nego, constrangida, ao ser citada pela mais nova, não achava ter contribuído tanto assim para sua formação na empresa, mas sentia-me orgulhosa por ser um certo tipo de apoio para ela.  Por fim, chegamos! A praia, que lugar maravilhoso! O barulho dos pássaros, o cheirinho do mar, os sons das ondas quebrando na praia.

É claro que foi quebrado por DBs que não suporta ter outra pessoa nos holofotes.

Primeiro, bocejando durante o relato e depois, após descermos do carro oferecer o óculos e a corrente. Revirei os olhos, disfarçando ao abaixar a cabeça em direção à bolsa com meus acompanhamentos. Tinha esquecido os óculos. - Predominam sim! Olha que estilo Niels-oppa e Jessy-yah têm! - Sorri, em concordância, ignorando a presença dele durante o comentário e apontando o apresentador e a rapper. - Vocês dois são verdadeiras estrelas do hip-hop! - Pisquei para Jessy, usando meus dedos para fazer um coração, enquanto aguardava as instruções de Niels.

Seria aquela a vez em que nós dois partiríamos para a agressão verbal de verdade ou só continuaríamos no veneno disfarçado?
COPYRIGHT 2014 - ALL RIGHTS RESERVED FOR SOPH
avatar
Rin Min AhSolistas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EPISÓDIO 01 {DBs, Jessy/Freya & Minah}

Mensagem por Niels Seong em Qua 7 Fev 2018 - 0:38

Show me your face

QUADRO 02 : MODA & ESTILO DE VIDA - ENTREVISTA PARTE 2


Quando o carro dá acesso a faixa litorânea, Niels abaixa o vidro ao lado do banco deixando a substância salina impregnada no ar adentrar as janelas a se incutir no compartimento. A estrada como esperado, não estava lotada contudo, dava impressão que mais movimento vinha a caminho. Conforme as explicações advinham, tornava-se cada vez mais interessante aquele tipo de discussão por volta da vida empresarial. Com os olhos voltando para os espelhos enquanto dirigia, ele dava credibilidade ao que escutou de forma mais recente de Jessy :

— Não se preocupem com roupas. - Riu virando os dois trechos para entrarem na primeira passagem que dava disponibilização a paisagem da areia branca da orla. — Ficaremos próximo da beira. Assim tanto vocês quanto eu não correremos risco de nos sujarmos ou vivenciar um desconforto. Está ficando um pouco nublado. - Aponta as anotações em direção do mar, sorrindo com o magnetismo das ondas em contraposição com o oxigênio. — E será uma honra Jessy, levá-la para a praia depois de um tempo. Acredito que sentirá saudades do calor humano que a América fornece naturalmente. Mas irá gostar. É bem tranquilo e a brisa é tão confortante. - Move o braço exibindo a manga longa que despojava. Direcionando a vista para o painel apertando o ponto contra o ouvido, o teuto estaciona no meio fio estreito, abrindo a porta dando um sinal de aguarde. A câmera do carro filma as expressões dos artistas cerrando a tela de transmissão para mostrar a filmagem profissional do apresentador deslocando-se nas suas direções para destravar a saída do rapper e a abertura da porta para ambas as moças do presente momento :

— Não passaremos por apuros. E em dizer confusão; Essas diferenças com a rotina fizeram vocês ficarem indiferentes por quanto tempo? Foi difícil se adaptarem a metrópole? Confessarei a vocês que estou há quase dez anos aqui. Mas em alguns aspectos me sinto bastante dessintonizado. - Justifica-se caminhando pausadamente próximo dos três. Especificamente, via as cantoras de um lado e o rapaz de outro compartilhando suas visões de forma burocrática diante da produção. O sonoro acorde da água tornava-se maior ao decorrer das passadas. O comentário da jovem de cabelos amorenados atrai-o a rir, abaixando o rosto enquanto tentava omitir parte da pele exposta já colorida pelo rubor inesperado. O apresentador passou por esse tempo de timidez até deslocar-se diante do sul-coreano a seu lado, também afligindo-lhe um comentário :

— Bem comentado, Minah porque nosso tema agora será exatamente a moda. DBs será um alvo fácil desta vez. - Os exibe o conteúdo anotado na folha e desta maneira, o estrangeiro aproxima-se cautelosamente diante da lente da câmera também proporcionando visão do conceito. Um homem do outro lado oculto da filmagem, sussurrava uma pergunta que fizera o mais velho anuir observando a construção de pedras que fazia cerca com a praia. Articulando o queixo, os convidou para se sentarem. Lado a lado, a câmera trazia uma figura padronizada do quarteto e de mais uma paisagem tropical estampada ao fundo. As gaivotas fazia o coro necessário de fundo, passando a transmitir um ar mais leve :

— Uma pergunta que pode me decepcionar um pouco, mas sejam sinceros; Alguma vez assistiram um episódio do Style Log? - Retirando a armação do óculos de sol preto, o mesmo dobra deixando o objeto contra o corte V da blusa arregaçando as mangas durante o diálogo. Não esperou muito para que escutasse algo vindo dos câmeras. A moça responsável pela maquiagem suspirava minimamente com um timbre de voz frequentemente menor que a sua estatura, sobre deixá-los numa saia justa. Seong entrelaçou os próprios dedos entre si repousando os palmos contra o joelho. Sua expressão facial induzia divertimento com o acontecimento :

— Oh, não. Não quero fazê-los ficar envergonhados ou algo do tipo. Pessoalmente, gosto de explicar sobre esse quadro. Por isso, repetidas vezes costumo perguntar para ter o prazer de dizer novamente. Eu gosto de modelos, de agências que trabalham com moda. - Escolhendo as palavras, suas vistas se voltam paralelamente aos convidados. Aguardando as fotografias serem entregues, ele alinhou cada uma nas mãos dos mais novos. As fotos em si eram deles mesmos usando diferentes tipos de combinações. O som proveitoso que estalou das profundezas da garganta do roteirista demonstravam apego e muita admiração com as cores :

— Vamos lá; Vocês mesmos costumam escolher seus outfits ou há alguém responsável por trás disso? Porque sinceramente, estou curioso com essas duas fotos nas mãos de DBs e Jessy. Ele aparenta ser bem eclético. Há momentos sérios em festas com peças sobrepostas. Achei muito interessante e chamativo. Acrescenta uma espécie de impressão pessoal. DBs, poderia nos explicar sobre isso? Sei que em Hongdae, será bem provável que encontre uma loja inspirada na divulgação destas roupas. Possui um tipo de significado ou é um estilo swag que auxilia a trazer um ar rapper a sua imagem? - Na expectativa da resposta, o próprio manava espécies de muxoxos ou “A’s” sonoros referentes às informações que recebia. Decorrendo a explicação, Near observava didaticamente as demais fotos. Por serem um trio, ao todo, possuíam um aval de seis fotos. Jessy foi a próxima, batendo enquanto isso um canto mais próximo no concreto liso para Minah surgir do seu lado, encarando sua fotografia mais de perto. Ela lhe trazia um ar sensível. Algo que lembrava Audrey Hepburn :

— Jessy, sempre manteve o corte de seu cabelo curto? Quando a vi pela primeira vez vi um belo impacto na sua aparência. Sabia que o corte curto dá vivacidade? Na minha opinião, combinou com o seu rosto. Acho que reverbera uma atenção especial até porque como dizem, eles nos traz um ar forte, levemente distante de muitas emoções. Maturidade, diria. Tem algo significativo, algo como um gosto especial ou foi uma aposta da Day Dream? - Fita-a demoradamente antes de retirar do bolso uma pequena régua alaranjada. Após a visão da caçula do episódio, Niels tornou a se firmar de pé pedindo uma permissão temporária para medir um fio capilar. A elasticidade do cabelo alourado trouxe risadas frescas com o corpo televisivo. A Mnet faria um breve comercial, quando o mesmo tapou o rosto com os dedos fazendo uma mesura. Sinceramente, não via tamanha necessidade sobre a proposta da pergunta vinda em seu celular. Que espécie de fã possuía interesse em saber o cumprimento de um único fio capilar de seu ídolo? Buscando a resposta ou melhor, expondo ela, Niels voltava a risos baixos dos comerciais mostrando no monitor e tela virtual, a questão e ao lado uma foto retirada da medida que fez na loira :

— Não passa dos cinco centímetros. Certifique-se que seu cabeleireiro fará isso corretamente. - Dizia ainda normalizando a respiração contra o excesso do riso. Retirando a umidade dos cílios - o embaraçoso momento retirara lágrimas de risadas - , focou designando uma pergunta à Minah. Um internauta tinha uma pergunta porém, antes o alemão fez menção de exibir as duas fotografias lado a lado. Um era evidentemente o registro para uma capa de álbum e a outra uma captura feita durante uma apresentação em grupo :

— Antes de fazer uma pergunta que recebi no celular, gostaria de dizer que fico encantado pelas suas roupas, a forma como combina ou que combinam pela senhorita. Neste show me lembrei vagamente do visual de Audrey Hepburn quando atuava no melodrama Bonequinha de Luxo. Acho que admiro essa estética calma. Essa também havia sido sugestão da Day Dream ou escolheu livremente essa mudança diurna a noturno em seu estilo? Então indo ao que interessa… O internauta... “ Vestiria algo escolhido pela staff da sua empresa, fugindo do que está acostumada? Um conceito mais sexy-exposto, talvez. “Creio que já tínhamos visto algo parecido antes. Gashina mesmo, tinha a tendência da pegada sensual mais madura, estou certo? - Pisca os lumes encarando as expressões da solista como quem aguarda uma instrução ou uma aparente correção ao dizer. Compreendendo o que a outra transmitira, Niels pede para que a produção abra as pesquisas no Google soltando o áudio da garota divulgando imagens populares que circulavam a seu respeito na internet. Na finalização, encara a iluminação vaga de uma tela azul acender os hanguls brancos pedindo pelo fone de ouvido, para mover a pergunta ao trio. Lambendo o lábio inferior, contrai a narina tomando fôlego :

— Afinal, para vocês, esses estilos variados trazem alguma coisa em especial? Tem algum outro artista que os inspiram? - Estavam quase chegando ao fim da transmissão, conferindo o relógio, notara três horas passadas. O quiosque estava sendo arrumado para a finalização e almoço. Quando o quadro teve fechamento na referência artística, as quatro pessoas moveram-se pelas sombras. O perfil do take estava nas costas masculinas e femininas em pares.

Instruções para postagem:

• Essa é a parte que exibimos o que os idols vestem, os gostos e etc. Se quiserem citar nomes de outros personagens, pessoas reais, detalhes pequenos que chamem as suas atenções podem ir. É o melhor, para falar a verdade;
• Como usei a produção como um NPC, sintam-se a vontade para fazer uso e abusar disso;
• Deve estar no meio-dia, mas estão nas sombras. Para espairecer realidade que preocuparam-se em não fazê-los suar;

Qualquer coisa, só chamar.
BY MITZI


Come to me now, come back to me

I cannot remove the thought of him; it has stained my bones like a watermark.
avatar
Niels SeongNewbies

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EPISÓDIO 01 {DBs, Jessy/Freya & Minah}

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum